Bate-Papo de Família aborda aspectos objetivos e subjetivos do processo de divórcio


Por Ascom em 4 de novembro de 2019

A Escola Superior da Defensoria Pública (Esdep) promoveu o quarto encontro do Bate-Papo de Família. A iniciativa tem o apoio da Coordenadoria de Projetos, Convênios e Parcerias (CooProc), da Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG).

Com o tema “Divórcio”, o evento ocorreu no dia 31 de outubro no auditório da sede I da Defensoria Pública de Minas e contou com palestra do advogado Rodrigo da Cunha Pereira, presidente do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM).

Foram debatidas questões que envolvem o processo de divórcio, com foco na atuação profissional diante de casos de separação, como a importância do aprendizado em não se envolver emocionalmente e a consciência ética desse trabalho de apoio, levando em consideração o momento de abalo emocional.

“As situações do divórcio envolvem mais que os aspectos objetivos como guarda, pensão, partilha de bens, pois há também os aspectos subjetivos. Na verdade, o processo judicial é a materialização de uma realidade subjetiva, então fazer a dissolução de união estável é realizar um ritual de passagem necessário onde há muita dor e é preciso entender isso para ajudar os outros a passar por esse momento difícil”, argumentou o palestrante.

O quarto encontro do Bate-Papo de Família reuniu público ligado ao Direito no auditório da DPMG

Rodrigo da Cunha abordou ainda, entre outros aspectos, a diferença das famílias conjugais e parentais. Os participantes puderam tirar dúvidas e fomentar discussões jurídicas de elevado nível. Segundo o presidente do IBDFAM, o objetivo do encontro foi pensar nos pontos subjetivos e objetivos do divórcio, ou seja, as questões que não aparecem claramente nos documentos e determinam os rumos do processo.

Esteve presente também no evento o defensor público Varlen Vidal.

Próxima edição

O Bate-Papo de Família, uma parceria da DPMG com o IBDFAM, oferece encontros mensais, sempre com temas de relevância para as atividades jurídicas na área de família. A programação deste ano se encerra no próximo dia 28 de novembro, última quinta-feira desse mês, em que será abordada a “Responsabilidade civil nas relações de parentalidade”.

O presidente do IBDFAM, Rodrigo da Cunha Pereira, e o defensor público Varlen Vidal

Fonte: Ascom/DPMG (04/11/2019)



Calendário de cursos e eventos

<< dez 2019 >>
dstqqss
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4