Defensoria Pública participa de debate sobre intolerância e violência política


Por Ascom em 4 de dezembro de 2018

Ações contra o problema foram discutidas na audiência pública realizada pelo parlamento mineiro

A abertura de diálogo com a sociedade para debater e formatar um modelo de acolhimento institucional dos casos de violência política foi proposta pelo coordenador do Centro de Desenvolvimento Institucional da Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) e diretor da Esdep MG, Rômulo Luis Veloso de Carvalho, durante audiência pública da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

O coordenador representou o defensor público-geral do Estado, Gério Patrocínio Soares, no debate que foi realizado na sexta-feira (30/11), com o objetivo de discutir a atuação conjunta das instituições públicas e da sociedade civil organizada no combate ao crescimento da violência política.

Divulgar o Observatório da Violência Política de Minas Gerais também foi intuito da audiência pública. Criado em outubro deste ano por iniciativa da deputada estadual Marília Campos, o Observatório atuará como uma rede emergencial de proteção a vítimas de intolerância política e eleitoral. A rede cuidará, ainda, da análise das denúncias e da articulação institucional para que sejam feitos os encaminhamentos e exigidas as respostas cabíveis para coibir as violências. Participam do Observatório movimentos, organizações e instituições como a UFMG e o Ministério Público.

Além de parlamentares, a reunião contou com a participação de representantes de diversos órgãos e instituições ligadas ao tema.

Defensor público Rômulo Luis Veloso de Carvalho: “a Defensoria Pública precisa refletir sobre como vai se preparar para receber de forma eficaz essas demandas”

Crédito das fotos: Ricardo Barbosa/ALMG

Com informações da ALMG



Calendário de cursos e eventos

<< dez 2018 >>
dstqqss
25 26 27 28 29 30 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31 1 2 3 4 5